Museu do Amanhã

Olá, tudo bem? O post de hoje é sobre o Museu do Amanhã na Praça Mauá, no Centro do Rio de Janeiro. Essa área da cidade estava muito degradada e após as obras para a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas Rio 2016, deu uma nova vida para o lugar e tornando em o mais recente point. Eu ainda não conhecia o espaço e logo no dia do namorados eu fui lá. Gostei muito do Museu do Amanhã, só é uma pena não ter mais o 'Rio Te Amo' na área externa em frente ao museu.


Após entrar no museu, fui direto a parede com o símbolo e o nome do museu. O local é o mais procurado pelas pessoas para tirar fotos. Teve um momento que ficou muito cheio de gente para fazer o registro.

Assim que eu entrei no museu, eu recebi um cartão do funcionário que fica na porta de entrada. Esse cartão Iris +, é para se cadastrar nas telas interativas que fica no segundo andar. Eu me cadastrei na Iris + com nome e email, é super rápido e fácil  de fazer. Eu recebi o email do Museu do Amanhã, com um questionário sobre o museu, e não leva mais do que cinco minutos respondendo.


Na foto acima é o cartão para fazer o cadastro, é importante informar que é para ficar com o cartão até o final da visitação e quando for sair do museu, colocar o cartão dentro da catraca e passar na roleta. Em caso de perda, o visitante poderá ser multado.


Na foto acima, é onde feito o cadastro com o cartão que o visitante recebe na entrada para fazer nas telas interativas. Como eu fui numa terça-feira, quando a entrada no Museu do Amanhã é de graça, eu não sei se dão o cartão nos outros dias da semana. Você pode conferir mais sobre a Iris no link a seguir: https://museudoamanha.org.br/pt-br/irismais


Assim que eu entrei no museu, estava acontecendo a Apresentação da Orquestra Sinfônica Juvenil com 40 musicistas estudantes das escolas Públicas - Átrio. Durante a apresentação teve uma pequena pausa para falar sobre o combate do trabalho infantil. Muito boa a apresentação.


Eu subi pelas escadas da ala leste para ver as exposições no segundo andar e como podem na foto acima, na janela dá para ver parte dos jardins do museu e a Baía de Guanabara por cima. Quem tiver uma oportunidade de ir conhecer lá, pois vale muito a pena e sem contar que a vista é linda.


No segundo andar, na ala leste por onde eu subi pelas escadas para ir nas exposições, eu encontrei duas maquetes. A primeira maquete na foto acima, é a Praça Mauá e o seu entorno. Já na foto abaixo é somente o Museu do Amanhã e a Baía de Guanabara.


As duas maquetes ficam no mesmo corredor da ala leste e são muito próximas.


A exposição Cosmos - de onde viemos? é nessa bola preta perto das telas interativas, que eu mencionei no inicio do post, na ala oeste do museuDe fato eu não entrei para conferir a exposição, pois estava com um pouco de fila.


Nesse cubo grande fica a exposição Terra - Quem somos, passei bem rápido por aí. No link a seguir do Museu do Amanhã, mais informações sobre essa exposição: https://museudoamanha.org.br/pt-br/terra


Na foto acima é o balé dos tecidos do cubo da Matéria. Fica quase totalmente no escuro, possui um pouco de luz que vem dos tecidos. Gostei muito dos movimentos e fiz um pequeno vídeo que vou postar no Instagram para mostrar como que é. Foi uns dos poucos em que eu entrei para ver a exposição.


Na foto acima já é a parte externa onde fica a exposição Amanhãs - Para onde vamos? No link do museu mais informações sobre essa exposição, confira a seguir: https://museudoamanha.org.br/pt-br/amanhas


Como podem ver na foto acima, as pessoas estavam participando nas telas interativas. 


Aqui é a galeria  Nós - Como queremos ir? Aqui é o que tem mais espaço em relação as outras exposições. No link a seguir mais informação: https://museudoamanha.org.br/pt-br/nos


A exposição termina nessa galeria Eu, particularmente adorei ter ido ver as exposições Cosmos, Terra, Antropoceno, Amanhãs e Nós, mesmo que passando rapidamente. Recomendo as pessoas irem no Museu do Amanhã.


Depois de ver a exposição no final do corredor, o visitante pode apreciar essa linda vista para o Puffed Star II, Espelho D'Água, Baía de Guanabara, Ponte Rio-Niterói e parte do Jardim do Museu. Eu fiquei muito encantada com a paisagem.


Ainda no final do corredor do segundo andar, depois de ter visto as exposições, o visitante pode curtir essa linda vista para a Baía de Guanabara e parte do Jardins do Museu. Nesse lado é a Ala Leste, foi por onde eu subi pelas escadas.


Já no lado esquerdo, quando eu dei a volta e antes de ir embora e apreciar mais a paisagem.


Essa escultura que está no centro do Espelho D'Água é o Puffed Star II do artista norte americano Frank Stella que foi doado ao Museu do Amanhã. A estrela tem 20 pontas e 6 metros de diâmetro. A água da Baía de Guanabara abastece os espelhos d'água e resfria o sistema de climatização do museu e economizando a utilização de água doce. E no fundo não é sujeira e sim água salgada da Baía de Guanabara e sempre tem funcionário fazendo a limpeza do lugar.


Aqui, já é na Ala Oeste do museu. Na foto acima, o visitante pode ver dá janela além da Baía de Guanabara, o armazém, o Porto Maravilha onde fica o Aquário Marinho do Rio de Janeiro, entre outros prédios que fica na Praça Muhammadi Ali na Gamboa.


Perto da janela da ala oeste, tirei essa foto para mostrar como é área externa, a entrada e parte da parede do museu visto de cima. É muito bonito ver em outro ângulo.


Do segundo andar, só que bem no centro fiz esse registro do saguão da entrada principal. Tem esse balcão de informação no centro do primeiro andar. Quando eu fui estava bem cheio no auditório por causa da apresentação da orquestra, foi bem legal.


Que amanhãs nós queremos?



Após conferir as exposições no Museu do Amanhã, fui me encaminhando até a saída. Para sair, o visitante deverá colocar o cartão que recebeu do funcionário do museu na hora da entrada e passar na roleta quando a luz ficar verde. A saída é no final do corredor do museu.


Depois de que sai de lá, fui curtir o espaço externo entorno do museu. Que por sinal é maravilhoso, principalmente quando no cair da tarde o sol está batendo em cima do local. Vale muito a pena fazer o passeio no Museu do Amanhã.


Na foto acima, como havia dito anteriormente sempre tem funcionário dentro do espelho d´água para fazer a limpeza do local.


Nesse outro ângulo, dá para ver melhor o teto do prédio. Possui placa solares na cobertura que se mexem como asas para acompanhar o movimento do Sol  e aumentar a eficiência da captação de energia. No projeto também foi incluído a valorização da entrada de luz natural.


No dia em que eu fui no Museu do Amanhã tinha essa réplica do Cristo Redentor. Tinham 2 caras que estavam trabalhando tirando foto dos turistas e imprimindo na hora como cartão postal. Um deles me mostrou com ficaria e estavam cobrando R$ 10,00. Eu não quis fazer a foto e não sei por quanto tempo a estátua vai ficar ali.


Nesse lado externo do museu, fiz esse registro em outro ângulo do Centro do Rio. Na foto, é aonde fica o Armazém, o Aquário Marinho do Rio de Janeiro, o Porto Maravilha entre outros prédios. E é muito próximo da Baía Guanabara.


A pequena fonte fica em frente a entrada do Museu do Amanhã. Possui água dentro e é importante ressaltar que NÃO pode entrar dentro da fonte, pode só sentar nas pontas.
O Museu do Amanhã fica na Praça Mauá, 1, Centro do Rio de Janeiro. O horário de funcionamento é de terça a domingo das 10h às 18h, com a última entrada às 17h. As segundas-feiras está fechado para o público. O ingresso custa R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia), as terças a entrada é gratuita. Link a seguir para a compra online: https://ingressos.museudoamanha.org.br/#!/home

Bom, adorei ir no Museu do Amanhã e ver as exposições que estão rolando lá.  Até o próximo post!!
👉  Curta o fanpage no Facebook: https://www.facebook.com/riodejaneirocitytour/

Comentários

Posts mais acessados