Museu do Amanhã






(Museu do Amanhã)

O Museu do Amanhã é uma iniciativa da Prefeitura do Rio de Janeiro, concebido e realizado em conjunto com a Fundação Roberto Marinho, instituição ligada ao Grupo Globo, tendo como o Banco Santander como Patrocinador Master. Conta ainda com a Schell como mantedora e o apoio do Governo do Estado, por meio da Secretária de Estado do Ambiente, do Governo Federal, por intermédio da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

O Museu do Amanhã é um museu de ciências diferentes. Um ambiente de ideias, explorações e perguntas sobre a época de grandes mudanças em que vivemos e os diferentes caminhos que se abrem para o futuro. O Amanhã não é uma data no calendário, não é um lugar onde vamos chegar. É uma construção da qual participamos todos, como pessoas, cidadãos, membros da espécie humana.

O Museu do Amanhã oferece uma narrativa sobre como poderemos viver e moldar os próximos. Uma jornada rumo a futuros possíveis, a partir de grandes perguntas que a Humanidade sempre fez. De onde viemos? Quem somos? Onde estamos? Para onde vamos? Como queremos ir?

                               
(Museu do Amanhã) 

Exposição Principal

A Principal Exposição do Museu do Amanhã, com base em proposta curatorial do doutor me cosmologia Luis Alberto Oliveira, em parceira com uma equipe de consultores especializados, ocupa o segundo andar do Museu, onde o público é levado a percorrer uma narrativa estruturada em cinco grandes áreas: Cosmos, Terra, Antropoceno, Amanhã e Nós, que somam mais de quarenta experiências disponíveis em português, espanhol e inglês.

Cosmos aborda a visão que somos feitos da mesma matéria do que as estrelas, nos conectamos com o universo e as nossas origens. O visitante já começa a lidar com as perguntas que pautarão o seu percusso: quais as dimensões da nossa existência? Como chegamos até aqui? Que futuro desejamos?

Em Terra, três grandes cubos de sete metros de altura, com conteúdos que investigam as três dimensões da existência: Matéria, Vida e Pensamento. No Cubo da Vida, por exemplo, o DNA, elemento de todas as espécies, está representado no exterior. Internamente, a diversidade e a interconectividade da vida na Mata Atlântica surgem em uma seleção de fotos produzidas durante três expedições realizadas no ecossistema na Baía de Guanabara.

A área seguinte, o Antropoceno, ponto central da experiência da Exposição Principal, aborda o entendimento que a atividade humana se tornou uma força geológica: estamos transformando a composição da atmosfera, modificando o clima, alterando a biodiversidade, mudando o curso dos rios. Toda a vida na Terra terá de se adaptar a estes novos tempos plenos de incertezas e oportunidades.

O espaço dos Amanhãs foca nas grandes tendências globais. Somos cada vez mais pessoas no mundo, vivendo por muito mais tempo. Cidades gigantescas e hiperconectividade. Viveremos em um planeta com intensas transformações do clima e da biodiversidade. Seguiremos ampliando as fronteiras do conhecimento e aperfeiçoamento das tecnologias. Como e onde vamos viver? O visitante é convidado a pensar nas questões de sustentabilidade e convivência.

O percurso encerra o exercício da imaginação Nós, que propõe o engajamento do visitante na ideia de que o Amanhã começa agora, com as escolhas que fazemos. O hoje é o lugar da ação.

(Cosmos ao fundo, e o cubo da Matéria em primeiro plano: o início da Exposição Principal / Foto: Bernado Lessa -Museu do Amanhã)
O Museu do Amanhã funciona de terça à domingo no horário de 10h às 18h. A bilheteria funciona até às 17h.

Preço do ingresso: R$10,00 (inteira).  R$  5,00 (meia).
Quem tem direito a meia entrada:
- Pessoas com idade até 21 anos.
- Estudantes de escola particulares.
- Pessoas com deficiências.
- Servidores públicos do município do Rio de Janeiro.
- Moradores ou naturais do Rio de Janeiro.
- Portadores da carteira de Identidade Jovem.
- Pagamento com o cartão Santander (válido somente para o titular).
* Em todos os casos é necessário apresentar documentação comprovativa.

Gratuidade
- Estudante da rede pública de ensino fundamental e médio.
- Professores da rede pública de ensino e de universidades públicas.
- Crianças com idade até 5 (cinco) anos e pessoas a partir de 60 (sessenta anos).
- Acompanhante  necessário de pessoas com deficiências.
- Funcionários de museus ou associados do ICOM com selo de anuidade.
- Guia de turismo.
- Vizinhos do Amanhã.
- Amigos do Amanhã - Nós
- Funcionários do Banco Santander.
- Funcionários Shell.
* Em todos os casos é necessário apresentar documentação comprovativa.

Fila prioritária 
- Pessoas com deficiência*
- Pessoas com idade igual ou superior a 60 anos.
- Crianças de até 6 anos acompanhadas de até dois responsáveis.
- Gestantes e lactantes.
- Associados com ICOM com selo de anuidade.
É permitida a presença de 1 (um) acompanhante com a pessoa que tenha direito à entrada pela fila prioritária.
Em todos os casos é necessário apresentar documentação comprovativa.

A venda do ingresso está somente realizada exclusivamente online no site (link a seguir)
https://ingressos.museudoamanha.org.br/#!/home , sem venda na bilheteria do Museu.
As gratuidades também deverão ser retiradas no site.

Horário de funcionamento: 
O Museu está aberto de terça à domingo, das 10h às 18h, com o encerramento da bilheteria às 17h.
O horário de fechamento das filas está sujeito a alteração diariamente sem aviso prévio.
O café e a loja funcionam de terça à domingo, das 10h às 18h.
O Museu e suas dependências não funciona às segundas-feiras.

O Museu do Amanhã fica situado na Praça Mauá, 1, Centro.
Opte por transporte público (metrô, ônibus, barcas, trem). Existem bicicletários na Praça Mauá que somam 120 vagas para ciclistas.
Evite ir de carro para o Museu do Amanhã, pois não há vagas de estacionamento.



Parte externa do Museu do Amanhã.



Parte externa do Museu do Amanhã.



Réplica do 14 bis na área externa do Museu do Amanhã.

Espero que tenham gostado do post sobre o mais recente atrativo turístico do Rio de Janeiro - Museu do Amanhã.

Comentários

Posts mais acessados